top of page
NOTÍCIAS & ARTIGOS

Diploma de curso superior não impede preso de cursar nova faculdade.

O ministro Rogério Schietti, do Superior Tribunal de Justiça, concedeu liminar em ordem de habeas corpus assegurando a um preso o direito a saídas temporárias para assistir aulas do curso de Recursos Humanos, para o qual foi aprovado e se matriculou durante o cumprimento da pena.


O juiz de execução da pena de primeira instância havia autorizado que o detento saísse para prestar o vestibular, no qual houve aprovação e posterior matrícula do preso. Porém, quando foi feito o pedido para a concessão de saídas para acompanhar as aulas, o juiz alegou que a autorização dada para prestar o vestibular não significava autorização para assistir as aulas.


Na mesma decisão, o juiz apontou o fato de o preso já possuir formação em curso superior, e que, portanto, não haveria justificativa no interesse em retomar os estudos durante o cumprimento da pena.


O Ministro Schietti, ao conceder a liminar, apontou a existência de diversas normas, nacionais e internacionais, que garantem o direito ao estudo das pessoas presas, não fazendo distinção sobre o grau de escolaridade da pessoa presa.


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bastidores da advocacia criminal

Na advocacia criminal acompanhar prisões em flagrante constitui aquilo que pode ser chamado de “ossos do ofício”, não tem dia para ocorrer, tampouco hora para acabar, não é incomum avançar madrugada a

Um estupro a menos: que lição tirar?

No Brasil 1 mulher ou menina é estuprada a cada 8 (oito) minutos, na semana passada a solidariedade de um motorista de ônibus e dois passageiros salvou uma mulher de 38 anos de entrar para essa lista

Crime de Apropriação Indébita no ambiente corporativo

Paula, Ana e Maria (nomes fictícios) enfrentaram processos criminais pelo mesmo motivo, a prática do crime de apropriação indébita (Art. 168 - Apropriar-se de coisa alheia móvel, de que tem a posse ou

Comments


bottom of page